Brasil Viagem: Manaus Passado e Presente

Portal de noticias de Amazon

Brasil Viagem: Manaus Passado e Presente

August 18, 2020 Amazônia 0

Em uma viagem ao Brasil ou passeio pela Amazônia, uma parada em Manaus é comum. Leia sobre a interessante história deste destino Brasil.

Manaus fica no meio do território noroeste do Brasil, local que o torna ideal para viajantes interessados em lançar um passeio pela Amazônia, seja ao longo do rio ou na floresta tropical. É a maior e mais populosa cidade da Amazônia, com mais de 2 milhões de habitantes. Da população total do Amazonas, 50% vive na região metropolitana de Manaus.

História de Manaus

A localização da cidade na Amazônia lhe concedeu alguma importância na história do Brasil e da América do Sul. Manaus foi fundada em 1669 e por muitos anos existiu simplesmente como um forte português construído para se proteger contra a invasão pelos holandeses do norte. No século XVIII, também foi povoada por missionários que buscavam evangelizar os indigenes vizinhos. Isso se tornou o status quo durante todo o período colonial, enquanto os grupos espanhóis, franceses, portugueses e outros europeus ainda se posicionavam para o controle da região.

Congresso Eucarístico

No final do século XIX, como a industrialização em geral e a fabricação de automóveis em particular exigiam o uso da borracha, a Amazônia se levantou para atender à demanda, produzindo um boom da borracha que inflava as fortunas de Manaus.

Esses edifícios foram construídos nos estilos art nouveau e arquitetura neoclássica populares na virada daquele século e muitos deles, imitando edifícios na Europa, beiravam o gaudy. O exemplo mais famoso disso é o Teatro Amazonas, a casa de ópera que ainda é o orgulho de Manaus hoje. Os visitantes de Manaus têm a oportunidade de visitar a casa de ópera e ver apresentações da Orquestra Filarmônica do Amazonas.

Outros edifícios construídos durante esse período são o Mercado Municipal Adopho Lisboa, que é uma réplica de Les Halles em Paris; o Edifício aduaneiro, que foi construído de blocos de pedra importados da Inglaterra; e o elegante Palácio da Justiça. A nova riqueza encontrada de Manaus também trouxe melhorias adicionais para a cidade, incluindo energia elétrica, sistema de esgoto, água potável e transporte de bondes.

A contínua demanda pela produção de borracha manteve Manaus e outras cidades amazônicas – Iquitos, peruana, também ficou rica com o boom – flutuando alto por vários anos. No entanto, os ventos da riqueza mudaram no início dos anos 1900, quando sementes de borracha onde foram contrabandeadas para fora da Amazônia e plantadas no sudeste da Ásia, o que acabou resultando no rápido empobrecimento da cidade. As ruas de Manaus estavam mergulhadas na escuridão quando a cidade não podia mais arcar com os geradores que produziam eletricidade para seus postes.

Na década de 1950, a fortuna de Manaus começou a mudar mais uma vez quando se tornou uma zona livre de impostos. Para o restante do século XX, essa mudança causou a migração para Manaus de outras partes do Brasil e, em algumas áreas da cidade, resultou em assentamento desorganizado. Hoje, a economia depende principalmente da produção industrial – que inclui fabricação de cerveja, construção naval, fabricação de sabão, produção química, refinamento de petróleo e fabricação de telefonia móvel. O ecoturismo também está ganhando cada vez mais importância na economia local, com hotéis e outras atrações concentradas no centro. O porto de Manaus continua sendo o principal centro de transporte de toda a Bacia Amazônica superior.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *